botão play OUÇA AO VIVO

notícias

Aplicativos e drones: o futuro já é realidade

segunda-feira | 11-09-2017

2 das ferramentas de AP que ganharam mais popularidade

Uma das ferramentas de agricultura de precisão que ganhou mais popularidade nos últimos tempos foram os aplicativos. Questionado sobre quais desses programas estão mais acessíveis, e como essas ferramentas estão sendo – de fato – usadas pelo homem do campo, o coordenador do Programa de Agricultura de Precisão do Senar, Rafael Diego, faz um panorama sobre o tema.

“São inúmeros os aplicativos disponíveis, nacionais ou importados, para traduzir dados em informações, que são processadas e disponibilizadas em equipamentos e máquinas que trabalham de acordo com as necessidades do produtor. De forma geral, os mais procurados são os de gestão, como gerenciamento da frota, de talhões e insumos”, conta ele.

“Também estão sendo bastante utilizados os de monitoramento, que além de trazer dados climáticos, proporcionam ao agricultor o controle da sua lavoura com base no calendário de desenvolvimento da cultura”, aponta o especialista do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural.

Perguntado ainda se os drones vão substituir a aviação agrícola, Rafael Diego explica que esse é um questionamento recorrente entre muitos produtores hoje em dia: “Avião agrícola, drone ou satélite?Que ferramenta usar para fazer o monitoramento espacial da propriedade rural ou a aplicação sistematizada de produtos químicos? Todo equipamento apresenta vantagens e desvantagens”.

“Os drones geram economia de até 80% na aplicação de produtos, porque atuam em áreas menores, exatamente onde há pragas. Nos casos em que a infestação está espalhada em toda a cultura, numa área maior, o controle deve ser feito com avião, por ser mais rápido e, nesse caso, mais eficiente. Ou seja, o drone não substitui o avião agrícola, nem as imagens de satélites no monitoramento da lavoura. Na verdade, essas tecnologias se complementam”, finaliza

Fonte: Agrolink

Top Notícias

Cepea

BM&F