botão play OUÇA AO VIVO

notícias

Embrapa Suínos e Aves apresenta poedeira 051, suínos em família e destinação de animais mortos no Show Rural Coopavel 2019

quinta-feira | 07-02-2019

Poedeira Colonial Embrapa 051 – Foto: Levino Bassi/Embrapa

 

EMBRAPA – A Poedeira Colonial Embrapa 051, a produção de suínos em família sem uso coletivo de antimicrobianos, e a compostagem, desidratação e biodigestão como alternativas para a destinação correta de animais mortos nas propriedades rurais são os destaques da Embrapa Suínos e Aves de Concórdia-SC, unidade descentralizada da empresa de pesquisa agropecuária vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na edição 2019 do Show Rural Coopavel. O evento acontece de 4 a 8 de fevereiro em um parque de 72 hectares na BR-277 em Cascavel-PR, na saída para Curitiba.

Uma alternativa para produção de ovos de mesa de casca marrom criada em sistemas diferenciados (coloniais, orgânicos ou agroecológicos), a Poedeira Colonial Embrapa 051 apresenta produção acumulada de cerca de 345 ovos até as 90 semanas de idade, sob condições de manejo adequado. As pintainhas da Poedeira Embrapa 051 podem ser adquiridas em granjas parceiras multiplicadoras em todo o país.

Já o conceito de produção de suínos em família sem uso coletivo de antimicrobianos está sendo desenvolvido e ajustado pela Embrapa Suínos e Aves com bons resultados produtivos e sanitários, atribuídos, principalmente, à manutenção dos leitões na mesma leitegada, à baixa escala de produção e à redução de fatores de risco que exacerbam a ocorrência de doenças. O alojamento em família também confere melhor bem-estar aos suínos, com redução do estresse e diminuição na transmissão horizontal de agentes infecciosos e permite ainda rastreabilidade individual do animal. No projeto desenvolvido pela Embrapa Suínos e Aves foi introduzida a genética de fêmea suína Embrapa MO25C, que permite a produção de suínos terminados com melhor qualidade de carne. Esta qualidade é percebida principalmente na maciez e na suculência (marmoreio).

Além disso, a Embrapa mostra alguns dos resultados do Projeto TEC-DAM (Tecnologias para Destinação de Animais Mortos). A destinação de carcaças de animais que morrem por causas rotineiras ou catastróficas é um problema comum a propriedades produtoras de suínos, aves e bovinos. A preocupação se deve especialmente à falta de uma regulamentação específica para a remoção e destinação que atenda os aspectos sanitários, ambientais e econômicos. A atuação da Embrapa é na avaliação de algumas práticas e tecnologias apontadas como rotas tecnológicas, como a compostagem acelerada, a biodigestão anaeróbia, a desidratação, a incineração e a reciclagem industrial de carcaças (rendering) para a produção de farinhas, gorduras, fertilizantes e outros coprodutos de valor agregado.

Conheça outras tecnologias apresentadas pelos centros de pesquisa da Embrapa no Show Rural Coopavel 2019 acessando o site especial embrapa.br/showrural.

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Top Notícias

Cepea

BM&F